Deixem que Deus os Transforme quarta-feira, maio 21 2008 

“Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês” – Rm 12.1

Deus quer nos transformar. Isso porque, ao nascermos de novo, apesar de recebermos um novo coração, em nossa mente ainda existem tantos conceitos e paradigmas que trazemos do velho homem. É como o povo de Israel que mesmo tendo sido liberto da escravidão do Egito, tendo visto tantos milagres, ter atravessado o Mar Vermelho, continuaram com a mentalidade de escravos. Foi preciso que eles caminhassem 40 anos no deserto, passando pelas mais diferentes provas para que uma nova geração se levantasse com a mentalidade de homens livres e servos do Deus Todo-Poderoso. Esse é o propósito de Deus ao nos fazer passar por diferentes estágios em nossa caminhada. Ele quer nos transformar através da mudança de nossas mentes.
Anúncios

O altar da preparação sexta-feira, maio 16 2008 

1 Reis 18.30-35

Para enfrentar os profetas de Baal, Elias fez os preparativos para que Deus pudesse agir. Muitos são os que passam vergonha ao entrar em um desafio sem preparação. Deus só tem compromisso com quem tem compromisso com Ele. A preparação de Elias nos mostra como abrir o caminho para a resposta de Deus:
Comunhão – o profeta disse para que o povo chegasse mais perto dele. Só podemos esperar resposta de Deus se estivermos em comunhão com os irmão. Individualismo só nos enfraquece.

Concerto – o altar estava quebrado e Elias o concertou. Isso fala de fazermos reparos em nossas vidas.

O altar – Elias mandou trazer doze pedras e colocou-as em ordem formando um altar. Este altar representava três coisas: A) O governo de Deus sobre a pessoa; só poderão enfrentar desafios aqueles cujas vidas estão sob o governo de Deus. B) Uma vida em ordem; vida desordenada desqualifica a pessoa a enfrentar o inimigo e desagrada a Deus. C) Uma vida de comunhão; nossa vida deve estar no altar da oração; sem oração o fogo nunca cairá.

O Holocausto preparado – O holocausto apontava para a fé no sacrifício de Cristo na cruz. Devemos lembrar que nossa vitória está baseada naquilo que Cristo fez por nós na cruz. É pelo sangue de Cristo que temos acesso à presença de Deus (Hb 10.19).

Água – a água jogada sobre o altar fala de uma vida cheia do Espírito.

O caminho do herdeiro espiritual quarta-feira, maio 14 2008 

2 Re 2.1-12

O caminho que Elizeu percorreu com Elias antes deste ser arrebatado nos traz preciosas lições sobre o caminho que devemos percorrer para nos tornarmos herdeiros espirituais da unção de Deus:

  • Elizeu caminhou com Elias – Devemos caminhar com quem tem unção para que recebamos desta unção. A unção de Deus é algo transferível. Quem anda na companhia de murmuradores, incrédulos e causadores de problemas, acabam tornando-se como eles. Mas, aqueles que andam na companhia de profetas, receberão a unção destes profetas.
  • Partiram de Gilgal – Este lugar representa nosso ponto de partida que é o momento em que conhecemos Jesus como nosso Salvador. É ai que tudo começa em nossas vidas.
  • Betel – Saindo de Gilgal eles foram a Betel que foi o local onde Jacó teve sua primeira experiência com Deus (Gn 28.10-22). Logo este lugar representa nossa primeira experiência com Deus. Para que tenhamos unção é preciso ter experiência com Deus. Muitos vivem das experiências dos outros, mas é preciso que nós tenhamos nossa própria experiência com Deus.
  • Jericó – De Betel eles foram a Jericó que foi a primeira cidade conquistada pelos filhos de Israel. Este lugar representa fortalezas em nossas vidas que precisam ser derrubadas. Se percebermos falhas em nosso caráter, vícios ou pecados, devemos cerca-las com a glória de Deus através da oração para que elas sejam vencidas. Devemos derrubar fortalezas para que recebamos unção.
  • Jordão – O último estágio foi no Jordão. A palavra Jordão significa “Aquele que desce”. Este lugar nos fala dos vales de humilhações pelos quais temos que passar antes de recebermos a exaltação de Deus (1 Pe 5.6). Em nosso caminho existirão momentos em que seremos humilhados. Mas quem não está disposto a passar por isso, também não será exaltado por Deus.

Cheio de respeito até o fim terça-feira, maio 13 2008 

“…Ele (Davi) morreu bem velho, rico e respeitado”

I Cr 29.28

Diz a Bíblia que quando Davi morreu, ele era muito respeitado, mesmo tendo cometido erros graves.
O segredo de manter o respeito, era que Davi tratava com seus erros diferente de Saul:
a) Saul, quando confrontado, sempre tinha uma desculpa. Davi ao ser confrontado reconhecia seus erros.
b) Saul lançava a culpa de seus erros sobre os outros. Davi nunca culpava a ninguém.
c) Saul vivia repetindo os mesmos erros. Davi aprendia a lição e nunca voltava aos mesmos erros.
Essas coisas fizeram de Davi um rei respeitado.
Aprendamos com Davi e também manteremos o respeito por toda a vida.

Na Caverna da "Oportunidade" quarta-feira, maio 7 2008 

1 Sm 24.1-4

Movido de inveja, o rei Saul passou a perseguir ao jovem que tanto o havia ajudado, Davi. Por causa disso, Davi e mais seiscentos homens passaram a viver uma vida de fugitivos, morando em cavernas.

Em sua perseguição, Saul chegou a uns currais de ovelhas onde havia uma caverna. Ali ele entrou para aliviar o ventre. O que Saul não sabia era que, no mais interior daquela caverna, se encontravam Davi e seus homens. Aquilo parecia ser a oportunidade que eles esperavam. Os homens de Davi não tinham dúvidas de que aquele momento fora providenciado por Deus. Um deles ousou até mesmo “profetizar” para Davi: “Eis que te entrego nas mãos o teu inimigo e far-lhe-ás o que bem te parecer”. Para estes homens parecia a coisa mais lógica matar Saul e ai estariam acabadas suas preocupações e seus dias de fugitivos. Porém Davi não via as coisas assim. Há certas “oportunidades” que aparecem somente para nos testar. Há coisas que acontecem permitidas por Deus para expor nossa reação diante delas. Deus estava treinando Davi para que ele não fosse um rei como Saul. Saul era um rei possessivo que lutava para manter um trono que já não pertencia a ele. Davi, ao contrario, deveria ser um homem que não lutaria nem mesmo para tomar um trono que na verdade já era dele.

Na escuridão da caverna, Davi se aproximou de Saul com a faca na mão sem que ele o percebesse. Os homens de Davi, provavelmente achavam que ele iria mata-lo. Porém, Davi cortou um pedaço do seu manto que ele provavelmente havia tirado. Só isso! Tendo seu perseguidor na mão, Davi somente cortou um pedaço de seu manto. Ele havia passado no teste!!